Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/lazaro/public_html/includes/head.php:5) in /home/lazaro/public_html/noticiasinternas.php on line 32

Fale Conosco

Notícias

POR QUE A ÁGUA QUENTE CONGELA MAIS DEPRESSA QUE A FRIA?




As moléculas de água são compostas por dois átomos de hidrogênio unidos a um átomo de oxigênio através de uma ligação covalente, ou seja, aquela na qual ocorre o compartilhamento de elétrons entre os átomos. Essa ligação entre os átomos é bastante forte, e é ela que forma as moléculas de água.

Entretanto, depois de aquecidas, as moléculas de água separadas ainda continuam unidas, só que por meio de ligações mais débeis — as ligações de hidrogênio —, que ocorrem quando um átomo de hidrogênio de uma molécula se une a um átomo de oxigênio de outra.

 

De acordo com um artigo publicado no site Medium, para os cientistas que dizem ter desvendado o mistério do Efeito Mpemba, o que acontece é que, quando as moléculas de água entram em contato, a repulsão natural que ocorre entre elas faz com que as ligações covalentes se distendam e acumulem energia.

 

Quando o líquido é aquecido, as ligações de hidrogênio vão se distendendo conforme a água fica menos densa, e as moléculas vão se distanciando cada vez mais umas das outras. Segundo os cientistas, essa distensão extra das ligações de hidrogênio permite que as ligações covalentes voltem a “encolher” um pouco e liberem energia, e essa liberação de energia é equivalente à liberação de calor. Assim, é por isso que a água quente se congela antes da fria. Mpemba!

De momento, a teoria da turminha de Singapura parece ser a melhor explicação já apresentada — em séculos — sobre o Efeito Mpemba. E apesar de o trabalho ainda precisar passar por uma minuciosa revisão (ou você pensa que a comunidade científica aceita essas teorias facilmente?), a proposta parece ser bem convincente.

 

Fonte:

 

www.megacurioso.com.br/fisica-e-quimica/39776-afinal-por-que-e-que-a-agua-quente-congela-mais-depressa-que-a-fria-.htm


Comentarios

ESPAÇO DO ALUNO